domingo, 7 de novembro de 2010

INSTITUTO CEARENSE DE EDUCAÇÃO DE SURDOS - ICES - POR NORMA CAMPOS


 

HISTÓRICO


A História da Educação de Surdos no Estado do Ceará começou a partir da intenção do Professor Hamilton Cavalcante de Andrade, em fundar uma Instituição que viesse atender pessoas com surdez. A idéia surgiu após ter conhecido o Instituto Nacional de Educação de Surdos – INES no Rio de Janeiro quando então era estudante nesta cidade.

Ao retornar para Fortaleza, como professor das duas Universidades Públicas do Estado do Ceará (UFC e UECE) na área de linguística, usou de seu prestígio junto ao Secretário da Educação seu grande amigo, Joaquim de Figueiredo Correia, para implantar uma escola para surdos aqui no Ceará.

Por determinação do então Governador do Estado, José Parsifal Barroso, coube ao Secretário da Educação acompanhar de perto o trabalho de fundação do Instituto Cearense de Educação de Surdos, que teve seu primeiro prédio alugado à rua Visconde do Rio Branco.

Sob a direção do Professor Hamilton Cavalcante Andrade, foi montado um quadro de profissionais na área da surdez, e providenciado um curso no INES, do Rio de Janeiro, para os que não possuíam habilitação no ensino especial.  

A escola foi fundada em 25 de março de 1961, utilizando a filosofia oralista, onde se priorizava a fala, e permaneceu dessa forma até 2001.

O Instituto Cearense de Educação de Surdos – ICES é a única instituição pública estadual do Ceará destinada exclusivamente ao atendimento a pessoa surda.

Com 44 anos de existência, O ICES atende atualmente 520 alunos distribuídos em três turnos, nas modalidades de educação infantil e ensino fundamental.

A partir de três anos de idade, as crianças do Instituto são atendidos na sala de  estimulação precoce e ensino regular.

O Currículo e a carga horária são os mesmos da escola de ensino regular adaptados às condições específicas do Deficiente Auditivo – D.A., ou seja, a partir de 2002 foi incluída a Libras - Língua Brasileira de Sinais como língua primeira da escola atendendo assim às peculiaridades da deficiência; nessa perspectiva, a duração das turmas poderá também sofrer adaptações.

Sua sede possui 24 salas de aula (térreo e primeiro andar), Refeitório, quadra esportiva coberta, pátio de lazer, Secretaria, Sala de Professores, Multimeios, Sala de Vídeo, Sala de Artes, Oficina de Português, Estimulação Precoce e Laboratório de Informática.

O ICES conta ainda com serviços complementares como o Soe – Serviço de Orientação Educacional, Serviço de Supervisão Escolar e Intérpretes que auxiliam os professores em sala de aula.

Está agregado à escola desde 2003, o CAS – Centro de Apoio ao Surdo, que veio para contribuir junto à comunidade surda oferecendo treinamentos, capacitações e cursos, tanto para os surdos como para os profissionais que atuam na área de Surdez. São cursos da Libras para professores, alunos,  familiares e comunidade como um todo, oficinas de português e inglês para surdos, cursinhos pré vestibular para surdos, cursos de informática básica para surdos, atendimentos em grupos de psicologia, fonoaudiologia, psicopedagogia, psicomotricidade, professores itinerantes para acompanhamento das inclusões e reforço em língua portuguesa.

Nossos Objetivos

O ICES tem como meta principal o desenvolvimento da língua de sinais. Propõe-se a ser uma escola bilíngüe onde a LIBRAS deve ser respeitada como a língua natural do surdo. Para tanto, seus profissionais desde o ano de 2002 vêem sendo capacitados em língua de sinais para uma melhor interação e aprendizagem dos alunos. Nossos objetivos estratégicos são: elevar o desempenho acadêmico dos alunos, investir na formação continuada da equipe escolar e estabelecer normas de convivência e regulamentos escolares claros  e divulgar para a comunidade interna e externa.

Nossa Missão
O ICES é um instrumento na formação plena do aluno surdo, respeitando a sua cultura, sua língua, possibilitando meios para que ele possa crescer nos aspectos cognitivos, emocionais e sociais, transformando-o em um ser crítico e participante de nossa sociedade.

Nossa Visão de Futuro
Que os alunos sejam capazes de participar da sociedade, competindo igualitariamente em todos os segmentos.

Nossos Valores
Transparência:
Oferecemos à comunidade escolar transparência em todos os serviços prestados.

Respeito:
Oportunizamos dentro do ambiente escolar, o respeito pelo surdo, para que o mesmo possa desenvolver-se integralmente dentro de suas potencialidades tornando-se agente transformador da sociedade.

Criatividade:
Incentivamos a criatividade de nossa equipe escolar e de nossos alunos, através de atividades diárias que possuem relevante importância dentro da Proposta Pedagógica desta Instituição.

Participação:
Trabalhamos com a participação de toda a comunidade escolar em busca da melhoria da qualidade de ensino, visando sempre uma unidade na ação pedagógica objetivando o crescimento da aprendizagem da clientela surda.


Em 2001 novo Núcleo Gestor assume a direção deste Instituto, quando foi providenciado  o seu PDE – Plano de Desenvolvimento da Escola com a participação de todos que integram a comunidade escolar. A partir daí, metas, estratégias e ações foram propostas visando à melhoria da escola.

Iniciam-se os cursos da Libras – em parceria com a Feneis – Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos - CE para todo o quadro de profissionais da escola;  melhoria nas instalações físicas que estavam muito deterioradas; elaboração coletiva do regimento interno da escola  objetivando-se  estabelecer normas de convivência claras para toda a comunidade;  oferta de cursos de capacitação nas disciplinas críticas e seminários favorecendo o crescimento profissional da equipe escolar.

Em 2004 foi elaborada a GIDE da escola com uma formatação mais avançada e atual onde todas as atividades escolares estão evidenciadas.

Barreiras foram encontradas e enfrentadas, mas o esforço está sendo recompensado quando vemos o sucesso dos alunos no que diz respeito à aprendizagem e a inclusão social e escolar. Esta é a maior recompensa para os educadores desta instituição.

Norma Leite Barbosa Campos – Diretora Geral de 2001 a 2008
                                                          


* Esta acima, junto a mim na foto, é Norma, a ex diretora do ICES. Graças a ela e sua equipe maravilhosa, hoje a escola é outra. Ao iniciarem seu trabalho, em 2001, o ICES era uma escola onde havia problemas sérios de infraestrutura, interpessoais, profissionais sem capacitação, alunos sem aprendizado algum, entre outros. E Norma, com seu dinamismo e amor pela educação, resolveu mostrar que esse quadro poderia ser invertido. O ICES cresceu muito. Porém, em 2008 Norma se aposentou e a escola perdeu a MELHOR gestora que já teve até então. E digo mais: hoje, quem entra no ICES, nem acredita que é uma escola pública, pois inclusive fisicamente a realidade é totalmente diferente. Espera-se apenas que a equipe que lá se encontra, saiba aproveitar o legado deixado e dar continuidade a uma educação de qualidade e respeito ao surdo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário